Defesa Animal

Onca realiza atividades no Colégio Bento Munhoz da Rocha Neto, em Curitiba (PR)

Palestras e exposição de materiais interessam alunos

Por: Camila Carbornar/Onca-PR

A vaquinha também esteve presente no colégio Bento Munhoz.

No dia 19 de outubro, sábado, o grupo Onca-PR participou das atividades do Colégio Bento Munhoz da Rocha Neto, que faz parte da rede de ensino fundamental e médio, e é localizado no bairro Pilarzinho (Curitiba-PR). A oportunidade foi dada pela professora Elisabete, que é envolvida com o veganismo há um longo tempo. O grupo contou com participação intensa de seus integrantes – foram dez ativistas que auxiliaram na ação. Uns palestraram, outros auxiliaram nas palestras, outros panfletaram, outros ficaram no estande e uma ativista vestiu a fantasia de vaquinha para atrair os alunos em relação ao tema trabalhado pelo grupo, o veganismo.

O evento no Colégio contou com estandes e palestras de diversos temas, inclusive de órgãos estaduais e municipais, como os Bombeiros e a Polícia Militar. O Onca foi convidado para e estande e quatro palestras sobre Veganismo. O Onca chegou ao colégio às 9h e montou estande, com exposição de uma grande variedade de livros, revistas, brochuras e informativos gratuitos sobre diversos temas relacionados ao veganismo. Integrantes do grupo ficaram à disposição para conversar e dar mais informações. O estande permaneceu até o colégio encerrar o evento, cerca das 16h.

Estande do grupo.

Devido ao grande número de alunos interessados, foi realizada uma palestra a mais. As palestras foram dirigidas pelos ativistas Bruna Nascimento e Camila Carbornar, e Lydvar Schultz, com debate de perguntas no final das palestras. As salas tiveram uma grande quantidade de alunos nas cinco palestras. Os alunos foram participativos, fazendo questionamentos e tentando entender o tema de forma prática. Uma das questões que surgiram foi a da sociabilidade. Mais de um aluno perguntou como era a relação com a família e com os amigos: “todos casa de vocês são vegetarianos?”, “não é ruim sair com um amigo para comer?”. Cada membro do grupo tem uma história diferente em relação a isso. Porém, pode-se chegar a um desfecho em geral: mesmo que se seja o único vegano na família, e que tenha havido uma forte reação inicial (motivada pelo desconhecimento do tema), com conversas que mostram os argumentos favoráveis ao tema, a posição das pessoas mudaram e passaram a ser de respeito pela escolha e entendimento da mesma. As palestras procuraram mostrar ainda o quanto é fácil se tornar vegano e foram indicados vários documentários sobre o tema.

Integrantes do Onca que participaram do evento.

Nas palestras também foram exibidos trechos de vídeos com variadas formas de exploração animal. Alguns deles foram o de abate de bois, porcos e galinhas, de experimentação em animais e da indústria de leite e de ovos. A reação dos alunos demonstrava desaprovação com o tratamento infringido aos animais e, em última instância, com o modo segundo as relações com os animais são tidas – uma relação utilitária.

O Onca agradece a oportunidade concedida pela professora Elisabete, que abriu espaço para o grupo em um ambiente de educação. Ambiente que, em teoria, fomenta a construção do saber dos indivíduos e que tem como a contradição ser um espaço onde há dificuldade de se falar sobre direitos animais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Direitos Animais:
Conheça os Direitos Animais!