Defesa Animal

Frases

São incalculáveis as frases e citações que expressam -direta ou indiretamente- o reconhecimento aos animais pelas mais diversas personalidades. Eis algumas delas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Os animais existem no mundo para seus próprios propósitos. Não foram feitos para os humanos, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem as mulheres para os homens.”
Alice Walker (1944), escritora estadunidense, ganhadora do Prêmio Pulitzer em 1983 pela obra ‘A cor púrpura’, e ativista pelos direitos humanos
prefácio de ‘The dreaded comparison: human and animal slavery’, de Marjorie Spiegel; Mirror Books/Idea; 1996; p. 14

 

“Para os animais, todos os humanos são nazistas, e a vida um eterno Treblinka.”
Isaac Bashevis Singer (1904-1991), escritor judeu-polonês, filho de família vítima de campos de extermínio de prisioneiros nazistas de Treblinka, Polônia
‘The letter writer’, em ‘The séance and other stories’; Farrar, Straus and Giroux; 1968; p. 270

 

“Enquanto estivermos matando e torturando animais, vamos continuar a torturar e a matar seres humanos – vamos ter guerra.
Matar precisa ser ensaiado e aprendido em pequena escala.
Enquanto prendermos animais em gaiolas, teremos prisões, porque prender precisa ser aprendido em pequena escala.
Enquanto escravizarmos os animais, teremos escravos humanos, porque escravizar precisa ser aprendido em pequena escala.”
Edgar Kupfer-Koberwitz (1906-1991), escritor judeu-polonês e sobrevivente do campo de prisioneiros nazista em Dachau, Alemanha
‘Die tierbrüder’; Edgar Kupfer-Koberwitz; Manu Verlag; 1947

 

“[animais são] as mais indefesas de todas as vítimas do mundo”.
Henry Spira (1927-1998), ativista pelos direitos civis e direitos dos animais
‘Henry Spira, 71, Animal Rights crusader’; The New York Times; 15/09/1998
<http://www.nytimes.com/1998/09/15/business/henry-spira-71-animal-rights-crusader.html>

 

“Sim, o direito de matar um veado ou uma vaca é a única coisa que toda a humanidade concorda, mesmo durante a mais sangrenta das guerras.
Achamos que temos este direito porque nos colocamos no topo desta hierarquia. Mas bastaria que um terceiro entrasse no jogo – um visitante de outro planeta, por exemplo, ao qual Deus houvesse dito: “Dominarás sobre todos as criaturas de todas as outras estrelas” – e toda a evidência do Gênesis se tornaria imediatamente problemática. Talvez um homem atrelado à carroça de um marciano ou assado no espeto por habitantes da Via Láctea lembraria a costeleta de vitela cortada em seu prato e então pediria desculpas (tardiamente!) para a vaca.”
Milan Kundera (1929), escritor tcheco
‘The unbearable lightness of being’; Harper & Row; 1984; p. 286

 

“A questão não é: ‘eles podem raciocinar?’ Ou então, ‘eles podem falar?’ Mas, ‘eles podem sofrer?’”
Jeremy Bentham (1748-1832), jurista inglês
‘Introduction to the principles of morals and legislation’; 2ª edição; 1823; cap. 17

 

“Se os direitos existem — e tanto o sentimento quanto a prática, provam, sem dúvida, que eles existem —  eles não podem ser consistentemente concedidos aos humanos e negados aos animais, uma vez que o mesmo senso de justiça e compaixão se aplicam em ambos os casos.”
Henry S. Salt (1851-1939), escritor inglês e ativista por causas sociais e pelos direitos animais
‘Animals’ Rights: considered in relation to social progress’; Macmillan & Co; 1894; p. 19

 

“Nada beneficiará mais a saúde da humanidade e aumentará as chances de sobrevivência da vida na Terra quanto a dieta vegetariana.”
Albert Einstein (1879-1955), físico alemão, autor da Teoria da Relatividade, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1921, considerado um dos maiores cientistas de todos os tempos e defensor de causas sociais
‘Translation of letter to Hermann Huth’; 27/12/1930

 

“Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.”
Albert Schweitzer (1875-1965), médico, filósofo, músico, escritor, humanitarista e teólogo alemão; ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1952
‘Albert Schweitzer’; First Thoughts; <http://first-thoughts.org/on/Albert+Schweitzer/>

 

“A grandeza de um país e seu progresso moral podem ser medidos pela maneira como trata seus animais.”
Mohandas K. Gandhi (1869-1948), estadista indiano
‘Famous quotes from 100 great people’; MobileReference; 2011

 

“Dor é dor, seja ela infligida a um homem ou a uma animal.”
Humphry Primatt (1735-1776/7), sacerdote e escritor inglês
‘A dissertation on the duty of mercy and sin of cruely to brute animals’; T. Cadell; 1776; p. 7

 

“A única coisa que distingue o bebê do animal, aos olhos dos que alegam ter ele direito à vida, é ele ser, biologicamente, um membro da espécie Homo sapiens, ao passo que os chimpanzés, os cães, os porcos não o são. Mas, usar essa diferença como base para conceder direito à vida ao bebê e não a outros animais é, naturalmente, puro especismo. É exatamente esse tipo de diferença arbitrária que o racista mais grosseiro e declarado usa, na tentativa de justificar a discriminação racial.”
Peter Singer (1946), filósofo australiano e professor de Bioética na Universidade de Princeton, Estados Unidos
‘Libertação animal’; Editora Lugano; 2004; p. 21

 

“na verdade, o que os direitos dos animais exigem são jaulas vazias, não jaulas maiores.”
Tom Regan (1938), filósofo e escritor estadunidense, professor emérito de Filosofia da Universidade da Carolina do Norte, Estados Unidos
‘Empty cages: facing the challenge of animal rights’; Rowman & Littlefield; 2005; p. 10

 

“Para os animais não importa o que sentimos ou o que pensamos. O que importa pra eles é o que fazemos.”
Nina Rosa Jacob, defensora dos Direitos Animais
‘A carne é fraca’; Instituto Nina Rosa; 54 min.; novembro/2004

 

“Tudo o que os nazistas fizeram aos judeus, estamos fazendo hoje aos animais. Nossos netos nos perguntarão um dia: ‘O que você fez durante o holocausto de animais? O que você fez diante desses crimes horrendos?’ E não poderemos usar pela segunda vez a mesma desculpa, de que nós não sabíamos.”
Helmut F. Kaplan (1952), escritor, psicólogo e filósofo austríaco
citado em ‘Eternal Treblinka’, de Charles Patterson; Lantern Books; 2002

 

“Em suma, o comportamento de um animal já é suficiente para nos informar sobre seus interesses, preferências e valores. Um rato não precisa falar nosso idioma para dizer que ele tem um interesse em não permanecer na gaiola – o mero fato do rato tentar sair dela (e escapar de fato se a porta estiver aberta), é evidência suficiente de que o rato tem um interesse ou preferência em estar fora da gaiola.”
Carlos Michelon Naconecy, escritor brasileiro e pesquisador do Centro de Ética Animal da Universidade Oxford, Inglaterra
‘Ética & animais: um guia de argumentação filosófica’; EdiPUCRS; n/d; p. 128

 

“O fato de buscar apenas os interesses próprios, consumir sem produzir, roubar todos o produto dos esforços dos Animais, em que até suas crias lhe são retiradas, e submetê-los a uma vida miserável, sob o regime escravista que geralmente não chega ao fim de modo natural, por si só, traduz a inexistência da superioridade humana.”
Danielle Tetü Rodrigues, advogada brasileira, doutora em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela UFPR, mestre em Direito Econômico e Social pela PUCPR
‘O direito e os animais – uma abordagem ética’; Juruá Editora; 2008; p. 43, 44

 

“Todos os argumentos para provar a superioridade do homem não podem destruir este fato: no sofrimento, os animais são iguais a nós.”
Peter Singer (1946), filósofo australiano e professor de Bioética na Universidade de Princeton, Estados Unidos
The Guardian; 15/02/2009; <http://www.theguardian.com/books/2009/feb/15/peter-singer-profile>

 

“Alguns bárbaros agarram esse cão, que excede tão prodigiosamente o homem em amizade, pregam-no numa mesa e o dissecam, vivo ainda, para te mostrar as veias mesentéricas. Descobres nele todos os mesmos órgãos de sentimento que existem também em ti. Responde-me, maquinista, a natureza colocou todas essas fontes do sentimento nesse animal para que não sinta? Tem nervos para manter-se impassível? Nem chegues a supor tal impertinente contradição na natureza.”
Voltaire (1694-1778), poeta, ensaísta, dramaturgo, filósofo e historiador francês
‘Dicionário filosófico’; Editora Escala; 2008; p. 78
‘Dictionnaire philosophique’; 1765; p. 66

 

 

 

“É absurdo pensar que uma sociedade que oprime animais será capaz de se tornar numa sociedade que não oprime pessoas.”
Brian A. Dominick, escritor sobre filosofia política
‘Animal liberation and social revolution’; 1995

 

“A domesticação e a escravização de animais foi o modelo que inspirou a escravidão humana.”
Charles W. Patterson, historiador social, escritor e professor em Nova York, Estados Unidos;
‘Eternal Treblinka’; Lantern Books; 2002

 

“De todos os animais, o homem é o único que é cruel. Ele é o único que inflige dor pelo prazer de fazê-lo.”
Mark Twain (1835-1910), escritor estadunidense
‘Mark Twain’s book of animals’; Shelley Fisher Fishkin; 2009; p. 32

 

“Enquanto nós formos sepulturas vivas de animais assassinados, como podemos esperar neste mundo, as condições ideais de vida de que tanto ansiamos?”
George Bernard Shaw (1856-1950), dramaturgo, jornalista, romancista e ensaísta irlandês, defensor de causas sociais como Educação e o Direito da Mulher, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1925 e do troféu do Oscar de 1938,
‘Shaw (1856-1950), Gandhi (1869-1948) and vegetarianism’; International Shaw Society; <http://www.shawsociety.org/Sri.htm>

 

“O racista viola o direito de igualdade ao dar uma maior importância aos interesses dos membros de sua própria raça quando há algum conflito entre seus interesses e os de outra raça. O sexista viola o mesmo princípio ao favorecer os interesses de seu próprio sexo. Da mesma forma o especista permite que os interesses de sua própria espécie predominem sobre os interesses dos membros de outras espécies. O modelo é idêntico nos três casos.”
Peter Singer (1946), filósofo australiano e professor de Bioética na Universidade de Princeton, Estados Unidos
‘Animal liberation’; Random House; 1975
‘Libertação animal’; Martins Fontes; 2010; p. 15

 

“Defendo que, quanto mais indefesa está uma criatura, mais direito ela tem de que o homem a proteja da crueldade do homem.”
Mohandas K. Gandhi (1869-1948), estadista indiano
‘Autobiografía: Mahatma Gandhi – la historia de mis experimentos con la verdad’; Editorial Solar; 2006; p. 235

 

“eu não tenho nenhuma dúvida de que faz parte do destino da raça humana, em sua evolução gradual, deixar de comer animais, tão certo como as tribos selvagens deixaram de comer uns aos outros”
Henry David Thoreau (1817-1862), poeta, naturalista, historiador e filósofo estadunidense, defensor de causas sociais como a abolição da escravatura
‘Walden; or, life in the woods’; Ticknor and Fields; 1854

 

“Auschwitz começa sempre que alguém olha para um matadouro e pensa: eles são apenas animais.

Theodor Adorno (1903-1969), filósofo, sociólogo, musicólogo e compositor alemão, co-diretor do Instituto para Pesquisa Social de Frankfurt, Alemanha

 ’Animals and society: An introduction to human-animal studies’; Margo DeMello; Columbia University Press; 2012; p. 268

 

“Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos.”

Paul McCartney, músico e compositor inglês, ex-integrante da banda The Beatles

 ’Animals, equality and democracy’; Siobhan O’Sullivan; Palgrave Macmillan; 2011; p. 63

 

 

 

 

_